fbpx
  • 408
  • 0

Saiba quais são os principais sintomas, causas e tratamentos para a estenose de canal

Antes de entender o que é a estenose de canal, é necessário compreender a estrutura da coluna vertebral. Ela é composta por 33 vértebras (ossos), sendo que 24 são pré-sacrais (cervicais, torácicas e lombares), 5 vértebras sacrais e o cóccix (formado por quatro vértebras).

Entre uma vértebra e outra, existem os discos intervertebrais, que funcionam como amortecedores de impacto, prevenindo o desgaste dos ossos das vértebras e, por dentro das estruturas ósseas encontra-se a medula.

O que é estenose de canal?

A estenose de canal vertebral, é o estreitamento do canal da medula ou dos orifícios por onde saem os nervos, que são chamados de forames vertebrais. Esse estreitamento pode comprimir o canal da medula ou as raízes nervosas e acomete principalmente os segmentos cervical e lombar.

O problema é mais comum em pacientes acima dos 50 anos de idade, devido a dois fatores que, conforme o paciente envelhece, podem levar à diminuição da abertura do canal vertebral:

Degeneração discal:

Quando o disco está envelhecido, ele pode ficar frequentemente arqueado para dentro do canal vertebral, causando a diminuição do diâmetro.

Degeneração das articulações facetárias:

São pequenas articulações que conectam as vértebras na parte de trás da coluna. A degeneração dessas estruturas ocorre com o passar do tempo e pode causar um aumento delas (hipertrofia), ocasionando a diminuição do diâmetro do canal vertebral.

Sintomas de estenose de canal

A compressão do canal promove o inchaço dos nervos e veias da região lombar, o que interfere na condução dos impulsos nervosos ao caminhar. Por este motivo, o principal sintoma de estenose de canal é a dor nas pernas, ou seja, quanto mais a pessoa anda, maior será a dor nos membros inferiores.

Outros sintomas:
  • Dor lombar;
  • Dor irradiada para os membros inferiores;
  • Cansaço nas pernas;
  • Dormência e/ou formigamento nas pernas;
  • Claudicação neurogênica (sintoma clássico de quem tem estenose).

O que é claudicação neurogênica?

A claudicação neurogênica é um sintoma típico e característico da estenose de canal. Ela ocorre quando o indivíduo começa a andar longas distâncias e precisa parar por conta de dor nas pernas e é caracterizada por dor glútea, formigamento nas plantas dos pés e sensação de peso nas pernas, que piora em pé ou durante a caminhada e normalmente melhora ao sentar-se.

Causas da estenose de canal

Devido ao desgaste que acomete a coluna vertebral, a principal causa da estenose de canal é degenerativa. Outros fatores que também podem causar a doença são: congênita (quando o paciente já nasce com o problema), pós-traumática, por deformidades ou tumorais.

Fatores que podem influenciar a estenose de canal

  • Sedentarismo;
  • Genética;
  • Má-postura;
  • Tabagismo.

Tratamentos

O tratamento pode ser conservador, procedimento intervencionista ou cirúrgico.

Tratamento conservador:

Indicado para controle da dor nos casos mais recentes em que há pouca limitação para as atividades diárias. O tratamento consiste no uso de analgésicos e/ou reabilitação com fisioterapia.

Procedimentos intervencionistas:

São infiltrações epidurais com uso de corticoide, que podem ajudar nos casos em que o tratamento conservador não surtiu o efeito esperado.

Tratamento cirúrgico:

Ideal para os casos de pacientes que apresentam alguma limitação para realizar as atividades diárias, alterações neurológicas decorrentes da compressão neural ou dor moderada, intensa e resistente aos demais tratamentos. A intervenção cirúrgica tem o objetivo de descomprimir a medula ou as raízes nervosas, melhorando a dor e a função do nervo. Além de impedir a progressão da lesão neurológica.

Add Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Abrir Whatsapp
Agende sua consulta
Olá,
A equipe Atualli está à sua disposição para ajudar.

Qual sua dúvida?