fbpx

O que é hérnia de disco?

O que é hérnia de disco?

A hérnia de disco é um problema muito comum na população geral.

Muitas pessoas têm a doença, mas a maioria não sabe exatamente o que é.

Ela pode acontecer em qualquer segmento da coluna vertebral, desde a região do pescoço (coluna cervical), até a região da coluna lombar.

Causa das hérnia de disco:

Geralmente, a causa pode estar associada a algum componente genético, mas alguns fatores externos também podem influenciar na intensidade e no surgimento desses sintomas. 

Outros fatores são: Sedentarismo, má postura, carregar peso em excesso, traumas na coluna, tabagismo, sobrepeso, depressão, ansiedade, estresse, dentre outros.

Como é a coluna vertebral?

Existe um caráter genético muito importante que deve ser considerado, para entender exatamente o que é a hérnia de disco, é preciso entender a anatomia normal da coluna vertebral.

Nossa coluna é composta por vértebras (ossos), entre uma vértebra e outra temos o disco, ele funciona como um amortecedor, absorvendo todo o impacto da região e deve estar localizado exclusivamente entre duas vértebras

Nas situações em que ocorre o extravasamento de algum fragmento do disco, isso é a hérnia de disco. 

Localização da hérnia de disco

A hérnia de disco pode se localizar tanto na parte lateral até a parte central da coluna (em direção ao canal da medula).

A proximidade do disco com os nervos que saem do canal medular, justifica qualquer tipo de dor irradiada que as pessoas com hérnia de disco podem ter.

Nervo ciático

O nervo ciático é a junção dos últimos 4 ou 5 nervos da região lombar, que se juntam e descem em direção a perna.

Por isso, de acordo com o pinçamento ou processo inflamatório que acomete cada nervo específico, é um segmento da perna que terá a dor.

Portanto, mesmo que o indivíduo tenha algum processo inflamatório no ciático, essa dor pode ir desde a região do quadril, da coxa ou até o pé.

Tratamentos:

Na grande maioria dos casos de hérnia de disco, é possível realizar um tratamento de reabilitação, ou seja, basta algumas sessões de alongamento, exercício, fisioterapia, RPG, pilates ou qualquer outra técnica terapêutica de reabilitação para o paciente ficar livre das dores.

Vale lembrar que um tratamento a longo prazo ou uma programação de atividade física e exercícios de forma regular, ajuda a não ter nenhum tipo de recidiva da dor (retorno da dor).

Nos casos em que o paciente já realizou o tratamento conservador de reabilitação, mas não apresentou melhora, indica-se a intervenção cirúrgica.

Hoje em dia, existe a cirurgia endoscópica da coluna, uma técnica minimamente invasiva realizada com anestesia local, através de uma cânula acoplada a um sistema de vídeo que permite visualização direta de onde se quer chegar e, com uma incisão (corte), muito pequena, no máximo até 2 cm.

As vantagens de se realizar a cirurgia endoscópica da coluna são:

Menor agressão cirúrgica, menos sangramento durante o procedimento, menor tempo de internação, menos dor no pós-operatório e recuperação muito mais rápida do que um procedimento aberto.

Facebook
WhatsApp
E-mail
Imprimir
Posts que podem ser interessantes

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *